A Polícia Militar de Goiás prendeu um homem acusado de matar a chineladas e socos o próprio enteado, de um ano e oito meses.
A motivação deste crime absurdo seria o choro constante do menino, que pedia pela mãe, que não estava em casa.
O socorro só foi acionado quando a mãe do bebê chegou em casa e viu que ele não acordava, nem respirava.
De acordo com interpretação da polícia, as agressões eram de conhecimento da mãe, que não tomou atitudes para evitá-las. Ela foi presa pela polícia por suspeita de omissão.

Sou autora da lei 8778/20 que dá direito ao recebimento do aluguel-social as mulheres vítimas de violência doméstica no Estado do Rio de Janeiro.

Essa matéria é um recado para as pessoas que presenciam estas cenas de violência em seu próprio lar: NÃO TENHAM MEDO DE DENUNCIAR, NÃO SE OMITAM.

FONTE: https://odia.ig.com.br/brasil/2020/09/5981937-padrasto-confessa-ter-matado-enteado-e-mae-e-presa-por-omissao.html